Oi, gente! Tudo bem?

Demorei pra conseguir voltar, mas cá estou!

O lançamento do nosso curso online tomou um pouco do meu tempo e por isso esse intervalo nos posts. Mas eu não vou parar de trazer dicas e conteúdos legais pra vocês, não!

Bom, hoje vou falar do círculo mágico, o início de uma peça redonda. Muita gente me manda mensagem querendo entender o por quê do meu círculo mágico ficar tão fechadinho e o delas fica com um buraquinho aberto do meio.

Ambos os círculos receberam 8 pontos baixos, com o mesmo fio e mesma agulha. O que muda aqui é a TENSÃO DO PONTO.

Quanto mais apertado você fizer, mais parecido com o círculo da direita será o seu resultado, e por isso o anel não fecha totalmente. O da esquerda recebeu os pontos com a tensão ideal, que permite a maleabilidade do trabalho, sem fazer com que ele perca sua estrutura.

Principalmente iniciantes no crochê com fio de malha, acham que precisam fazer os pontos apertadinhos para o trabalho seguir firme, inclusive nas subidas dos cestos, mas cá está meu conselho: não caiam nessa! é cilada! rsrs

O importante é escolher a agulha certa para a espessura do fio que você irá trabalhar, mas nada de apertar os pontos. Seu trabalho só irá ficar deformado e você, cheia de dores!

Vamos praticar #crocheterapia

Crochetar para relaxar!

Testa aí e me conta depois se soltar mais os pontos não faz a diferença no seu resultado! 😉

 

Um beijo grande,

Julia | Sândalo & Cedro

Uma resposta

  1. Muito obrigada pela dica Ju!
    Mas já vi artesãs da área dizendo para fazer os pontos apertadinhos, para que o cesto fique mais firme. Acredito que a maioria já ouviu isso também… Vou praticar! Beijos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *